As penalizações para os funcionários públicos que optaram por se reformar antecipadamente têm vindo a aumentar ao longo dos últimos cinco anos, indicam as estatísticas da Caixa Geral de Aposentações. No ano passado, os 1349 funcionários públicos que avançaram para a reforma antecipada sofreram corte médio de 30% no valor da pensão, conta o “Diário de Notícias” esta quinta-feira. Em 2015, o corte médio foi de 21,3%.

seguranca social

Noticia completa aqui.

in Expresso | 19-10-2017

 

Com interesse:

Regime de protecção nas eventualidades invalidez e velhice dos beneficiários do regime geral de segurança social - Decreto-Lei n.º 187/2007, de 10 de maio

 

PUB

NEWSLETTER JURÍDICA HPJ - Receba os nossos destaques!