Esta medida consta de uma proposta de alteração ao OE2023 apresentada pelo PS e aprovada no âmbito das votações na especialidade.

rcbe

Os inspetores tributários da Autoridade Tributária e Aduaneira vão passar a aceder aos dados constantes do Registo Central do Beneficiário Efetivo (RCBE), segundo uma proposta de alteração do PS ao Orçamento do Estado para 2023 (OE2023) aprovada esta quarta-feira.

Esta medida consta de uma proposta de alteração ao OE2023 apresentada pelo PS e esta quarta-feira aprovada no âmbito das votações na especialidade.

Na nota justificativa desta proposta de alteração, os deputados do PS lembram que o acesso da AT à informação que consta do RCBE é limitado, por este apenas estar legalmente previsto e autorizado no âmbito das atribuições legais da AT em matéria de prevenção e combate ao branqueamento de capitais e ao financiamento do terrorismo; para efeitos do controlo do cumprimento de obrigações fiscais de due diligence que impendem sobre as instituições financeiras para efeitos da troca automática sobre contas financeiras; ou para efeitos de resposta aos pedidos de informação recebidos no âmbito e instrumentos a que Portugal se encontra vinculado internacionalmente.

Com esta alteração à Lei Geral Tributária, agora aprovada, os dados do RCBE passam a estar incluídos no leque de situações a que os órgãos competentes e inspeção tributária podem aceder para desenvolver as diligências necessárias ao apuramento da situação tributária dos contribuintes.

in Diário de Noticias | 24-11-2022 | LUSA

 

 

Recomendamos, atualizado:

Regime Jurídico do Registo Central do Beneficiário Efetivo

 

 

 

Conteúdo Relacionado:

 

NEWSLETTER JURÍDICA HPJ - Receba os nossos destaques!