A iniciativa foi de Ferro Rodrigues, no discurso da sessão solene do 25 de Abril de há dois anos, para "trazer mais a revolução digital para dentro da democracia"

parlamento

in Diário de Noticias | 22-03-2018

Os cidadãos vão ter a oportunidade de apresentar, no novo "site" do parlamento, petições, iniciativas legislativas de cidadãos e referendo e até deixar temas numa "bolsa de sugestões" para os deputados virem a tratar.

Estas são as novidades no novo "site" da Assembleia da República, apresentado esta quinta-feira e que o presidente do parlamento, numa mensagem de vídeo, afirma tratar-se de "só mais um passo do processo nunca acabado da renovação da democracia".

Jorge Lacão, vice-presidente do parlamento e coordenador do grupo de trabalho que, ao longo dos últimos dois anos, preparou esta renovação da página da Internet da Assembleia, disse tratar-se de uma forma de "abertura à sociedade" e de dar "maior transparência" na relação deste órgão com os cidadãos.

Com a "bolsa de sugestões", "abre-se um espaço que permite aos cidadãos dar o seu contributo aos deputados para potenciar as possibilidades de intervenção".

Além de uma imagem e conteúdos renovados, o "site" da Assembleia vai também potenciar "os conteúdos" nas redes sociais, sendo criado um gabinete de comunicação que terá como missão coordenar "a comunicação institucional" do parlamento e "gerir" os conteúdos no Facebook, por exemplo.

A possibilidade de entregar petições, iniciativas legislativas de cidadãos e de referendo está previsto na nova página na Internet da Assembleia, que permite um sistema de notificações sobre o estado em que se encontram as propostas feitas pelos cidadãos.

O desenho atualizado das páginas passará a integrar mais tons de verde face à atual cor azul dominante e imagens e fotografias de formato maior, além de novas ferramentas para melhor comunicação e transparência dos trabalhos parlamentares.

O grupo de trabalho foi criado em junho de 2016 e tem trabalhado nas novas ferramentas para melhorar a comunicação com os cidadãos e a transparência dos trabalhos parlamentares, recolhendo contributos de funcionários da Assembleia da República, Governo, academia, outras instituições, entidades e membros da sociedade civil.

A iniciativa foi de Ferro Rodrigues, no discurso da sessão solene do 25 de Abril de há dois anos, para "trazer mais a revolução digital para dentro da democracia".

 

PUB

NEWSLETTER JURÍDICA HPJ - Receba os nossos destaques!