Advogados vão pagar menos quotas em 2019 - Home Page Jurídica

A proposta que estipula a alteração do regulamento das quotas dos advogados e a sua redução em cerca de 1,2 milhões de euros foi aprovada pela assembleia-geral extraordinária da Ordem dos Advogados.

ordem advogados

A proposta que estipula a alteração do regulamento das quotas dos advogados e a sua redução em cerca de 1,2 milhões de euros foi aprovada pela assembleia-geral (AG) extraordinária da Ordem dos Advogados (OA) realizada na segunda-feira, divulgou hoje a entidade.

Em causa na proposta do Conselho Geral da OA, agora aprovada em AG, estava o elevado valor das quotas dos associados individuais, uma reivindicação antiga dos advogados portugueses.

Segundo refere uma nota informativa da OA, esta foi a primeira vez que foi proposta uma diminuição da percentagem no valor da quota de cada advogado.

“Esta medida (…) não colocará em causa a sustentabilidade da OA ou os benefícios dos advogados e é fruto de uma caminhada de trabalho de reestruturação interna que tem vindo a ser feito na OA pelo seu Conselho Geral”, adianta a Ordem, explicando que a medida entra em vigor a partir de janeiro de 2019.

A suportar esta consideração, o bastonário da OA, Guilherme Figueiredo, lembra que quando o atual Conselho Geral tomou posse, em janeiro de 2017, as contas apresentavam um resultado negativo de 901.417 euros, mas que atualmente, após “gestão rigorosa” do Conselho Geral e redução de despesas em cerca de 1,8 milhões de euros, existe um resultado positivo em mais de um milhão de euros.

A medida agora aprovada em AG prevê ainda uma discriminação positiva para os jovens advogados através da criação de um novo escalão intermédio de transição, dando-lhes tempo para se restabelecerem.

De acordo com o quadro do valor das quotas a vigorar a partir de 2019, os advogados pagam nos primeiros quatro anos de profissão a quota mensal (reduzida) de 15 euros, os que exerçam há cinco ou seis anos pagam 25 euros mensais e os que tenham mais de seis anos de carreira 35 euros.

Para os advogados reformados, a quota será de 35 euros. Todos estes valores são inferiores aos que vigoram na tabela de 2018.

in Jornal Económico | 16-10-2018 | LUSA

 

Conteúdo Relacionado:

 

NEWSLETTER JURÍDICA HPJ - Receba os nossos destaques!

OUTRAS NOTÍCIAS

INFORMAÇÃO JURÍDICA ÚTIL

banner upt set 2018 

agenda juridica 2018 promo 

calendario forense hpj 2019

DESTAQUES

simulador ss trab indep occestudante deslocado

radar psp destaquequiz destaque

acesso direito candidatura 2018crta conducao banner

LIVROS C/ DESCONTO %