Fator de sustentabilidade vai penalizar reformas antecipadas em 15,2% - Home Page Jurídica

A esperança de vida aos 65 anos fixou-se nos 19,61 anos no período entre 2017 e 2019, de acordo com o INE. Quer isto dizer que quem se reformar antecipadamente no próximo ano enfrenta um corte de 15,2%.

seguranca social 2

As reformas antecipadas no próximo ano vão sofrer um corte de 15,2% por causa do fator de sustentabilidade, de acordo com os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE), esta sexta-feira.

Isto acontece porque a esperança de vida aos 65 anos fixou-se nos 19,61 anos no período entre 2017 e 2019, de acordo com os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE), esta sexta-feira.

Ainda assim, sublinhe-se, há novas regras para as reformas antecipadas, que entraram em vigor este ano. Em causa está uma norma do Orçamento do Estado para 2019 que prevê o fim do fator de sustentabilidade para os novos pensionistas da Segurança Social que reúnam a condição de, aos 60 anos, atingirem 40 anos de carreira enquanto durar essa idade.

Idade da reforma sobe em 2021

Os mesmos dados mostram que, depois de estabilizar em 2019 e em 2020, a idade de reforma vai voltar a subir no ano que se segue: em 2021 irá fixar-se nos 66 anos e seis meses.

Este valor reflete um aumento face à idade atual de reforma, que está nos 66 anos e 5 meses. Quer isto dizer que os trabalhadores terão de esperar mais um mês em 2021 para acederem normalmente à sua pensão, sem qualquer penalização. 

in Noticias ao Minuto | 29-11-2019 | Beatriz Vasconcelos

 

 

Conteúdo Relacionado:

 

NEWSLETTER JURÍDICA HPJ - Receba os nossos destaques!

INFORMAÇÃO JURÍDICA ÚTIL

banner upt nov 2019

WOOK Natal 2019

calendario forense hpj 2020

banner collex 350 dez 2019

LIVROS C/ DESCONTO %

DESTAQUES

 codigo trabalho 2019 info

 radar psp banner

 quizz hpj banner