O Governo deu autorização para que o sorteio se mantenha pelo menos até março do próximo ano, de acordo com uma portaria publicada em Diário da República.

financas

A Fatura da Sorte vai durar, pelo menos, até ao final do primeiro trimestre do próximo ano, de acordo com uma portaria publicada em Diário da República, na terça-feira. Este prolongamento vem no seguimento de o Governo ter autorizado que a Autoridade Trubitária (AT) assuma os encargos relacionados com o concurso.

"Os encargos orçamentais decorrentes da atribuição dos prémios nos três últimos trimestres de 2020 e no 1.º trimestre de 2021, no âmbito do sorteio Fatura da Sorte, irão repartir-se pelos anos económicos de 2020 e 2021, pelo que há lugar a encargo orçamental em mais de um ano económico", pode ler-se no despacho do gabinete do secretário de Estado do Orçamento, João Leão.

Com este sorteio, o Executivo estima gastar aproximadamente 3,3 milhões de euros até 2021, já contabilizando com o Imposto do Selo (IS), de acordo com a mesma portaria.

in Noticias ao Minuto | 15-01-2020

 

 

Conteúdo Relacionado:

NEWSLETTER JURÍDICA HPJ - Receba os nossos destaques!