Portugal entrou no dia 3 de maio em situação de calamidade devido à pandemia, depois de três períodos consecutivos em estado de emergência desde 19 de março.

conselho ministros costa

O primeiro-ministro afirmou esta sexta-feira que a situação de calamidade, que vigora desde 3 de maio, será prolongada por novo período de quinze dias e disse não haver uma previsão de reabertura de bares e discotecas na próxima quinzena.

No final de um Conselho de Ministros de quase oito horas que se reuniu para fazer o balanço das medidas da segunda fase de desconfinamento e tomar decisões relativamente à terceira fase, no âmbito da pandemia de covid-19, António Costa confirmou o prolongamento da situação de calamidade, que termina no próximo domingo.

"Quanto aos bares e discotecas, as regras anteriores não serão revistas nos próximos quinze dias", disse.

Portugal entrou no dia 3 de maio em situação de calamidade devido à pandemia, depois de três períodos consecutivos em estado de emergência desde 19 de março.

in Renascença | 29-05-2020 | LUSA

 

Consulte o diploma em causa aqui:

Resolução do Conselho de Ministros n.º 40-A/2020, de 29 de maio

 

 

Conteúdo Relacionado:

NEWSLETTER JURÍDICA HPJ - Receba os nossos destaques!