Empresas têm até agosto para comunicar à Segurança Social os prazos de pagamento das contribuições diferidas, de acordo com a medida aprovada, esta quinta-feira, em sede de Conselho de Ministros.

seguranca social

“Estabelece um regime excecional e temporário de cumprimento de obrigações fiscais e contribuições sociais, no âmbito da pandemia da doença Covid-19, estendendo o prazo (até agosto de 2020) para as entidades empregadoras indicarem na Segurança Social Direta quais os prazos de pagamento das contribuições diferidas que pretendem utilizar", pode ler-se no comunicado do Conselho de Ministros.

Os beneficiários do regime de pagamento diferimento de contribuições sociais (entidades empregadoras e trabalhadores independentes), no âmbito da Covid-19, podem registar o pedido de plano de prestações para a regularização dos valores em falta, de acordo com a Segurança Social.

Como o fazer?

Para registar o pedido de acordo, através da Segurança Social Direta, deve seguir os seguintes passos: Conta-corrente > Pagamentos à Segurança Social > Planos Prestacionais > Registar plano prestacional.

Depois, deve preencher os dados que são pedidos e confirmar a simulação do plano pretendido. "Depois de proceder ao registo, receberá na sua caixa de mensagens da Segurança Social Direta a confirmação da autorização do plano prestacional", pode ler-se.

in Noticias ao Minuto | 30-07-2020

 

Consulte com interesse:

Comunicado do Conselho de Ministros de 30 de julho de 2020

 

 

Conteúdo Relacionado:

NEWSLETTER JURÍDICA HPJ - Receba os nossos destaques!