Teletrabalho? ACT fiscalizou mais de 500 empresas na última semana - Home Page Jurídica

No total, foram já detetadas mais de 200 irregularidades, mas a operação vai manter-se no terreno, pelo menos, até ao dia 3 de fevereiro.

logo act

A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) fiscalizou mais de 500 empresas na última semana para verificar o cumprimento do teletrabalho e do desfasamento de horários, de acordo com a RTP. Está ainda em curso uma operação nacional que envolve cerca de 200 inspetores.

No total, foram já detetadas mais de 200 irregularidades, mas a operação vai manter-se no terreno, pelo menos, até ao dia 3 de fevereiro.

"As grandes empresas têm uma responsabilidade social acrescida, perante as pequenas empresas. Têm o poder da propagação das boas práticas. Isto é rentabilizar o esforço de um serviço público, como é a ACT", disse Fernanda Campos, Inspetora-Geral da ACT, em declarações transmitidas pela RTP.

O teletrabalho passou a ser obrigatório durante este novo confinamento geral, sem necessidade de haver acordo entre a empresa e o trabalhador. Além disso, o valor das coimas duplicou em caso de incumprimento.

in Noticias ao Minuto | 27-01-2021

 

 

Conteúdo Relacionado:

NEWSLETTER JURÍDICA HPJ - Receba os nossos destaques!