Maioria dos pedidos não cumprem requisitos e são avaliados posteriormente pelos Serviços da Segurança Social.

seguranca social 2

A ferramenta digital “Pensão na Hora” está disponível há quatro meses e já recebeu dez mil pedidos. O objetivo é simplificar e acelerar o processo de atribuição da pensão de velhice - contudo, apenas 14% dos pedidos foram deferidos automaticamente. Os dados foram revelados pelo Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social (MTSSS) ao “Jornal de Notícias".

Os restantes pedidos (86%) não obtiveram resposta nas 24 horas seguintes à entrada do requerimento, uma vez que não cumpriam todos os critérios de acesso. O MTSSS adianta que, nestes casos, o pedido é analisado posteriormente pelos Serviços da Segurança Social e o utente pode acompanhar a evolução do processo online.

Dos dez mil pedidos, três mil já foram concluídos, tendo 1400 deles sido aprovados automaticamente. Os dados revelam, ainda, que há 1234 requerimentos por deferir, uma vez que se trata de pedidos de reforma antecipada.

in Expresso | 23-06-2021

 

 

Conteúdo Relacionado:

NEWSLETTER JURÍDICA HPJ - Receba os nossos destaques!