Revista de Imprensa - Notícias

Espaço de partilha de notícias de cariz jurídico veiculadas pela comunicação social.

A exibição não autorizada de fonogramas protegidos por direitos de autor e editados comercialmente, tal como a reprodução de música nas mesmas condições, constituem crime de usurpação na lei portuguesa, mas tal poderá estar prestes a mudar. O Governo fez chegar esta quarta-feira ao Parlamento uma proposta de lei onde se prevê que aquelas situações deixem de ser crime, passando a ser punidas como “ilícito contra-ordenacional”, com coimas balizadas entre os 100 e os 7500 euros.

legislacao