TRE - 27.06.2018 - Usucapião, Corpus, Animus possidendi - Home Page Jurídica

1. A usucapião, que aproveita a todas as pessoas que possam adquirir, tem de ser judicialmente ou extrajudicialmente invocada para produzir os seus efeitos, e estes, após a sua invocação, retrotraem-se à data do início da posse, tudo se passando, como se o direito tivesse sido adquirido nesse momento.

jurisprudencia

 

2. Existem situações em que o promitente-vendedor logo abdica dos poderes juridicamente resultantes da sua qualidade de proprietário em favor do promitente-comprador que passa, a partir de então, a agir sobre a coisa como dono (corpus) e com a intenção de actuar como titular do direito (animus).

 

 

CLIQUE PARA ACEDER AO ACÓRDÃO

 

Outras Decisões:

TRE - 02.05.2019 - Fraccionamento da propriedade rústica, Usucapião, Unidade de cultura

STJ - 08.11.2018 - Fracionamento de prédios rústicos, Anulabilidade, Usucapião

 

Livro Recomendado:

Posse e Usucapião - Doutrina e jurisprudência

NEWSLETTER JURÍDICA HPJ - Receba os nossos destaques!

INFORMAÇÃO JURÍDICA ÚTIL

banner upt nov 2019

agenda juridica 2020 geral

calendario forense hpj 2020

360 imprimir banner 350x96

wook banner 350 nov 2019

banner collex 350 nov 2019

LIVROS C/ DESCONTO %

DESTAQUES

 codigo trabalho 2019 info

 radar psp banner

 quizz hpj banner